terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

A última motorhome do Team Lotus

Ainda na sequência do artigo sobre os transporters, aqui publicado pelo Fernando Aguiar, resolvi aceitar o repto do Manuel Pinheiro e do Rui Coelho, e partilhar mais algumas curiosidades.

Em 1993 desloquei-me à Escócia para participar no “Jim Clark Memorial”, tendo conhecido o director do Team Lotus, no circuito de Knockill.

1b

O meu filho Miguel, na altura com 12 anos, o jornalista Graham Gauld (amigo de infância e autor da biografia sobre Jim Clark), Peter Colins e myself.

Sabendo que nós tínhamos ido de propósito a este encontro evocativo dos 25 anos da morte do famoso piloto escocês, o Peter Collins fez questão de me deixar o seu cartão e de nos convidar para assistirmos ao Grande Prémio da Europa, que nesse ano se disputou em Donington.

2bb_edited-1

Depois de uma chuva diluviana durante os treinos, fomos recebidos na motor-home, onde nos foi servido um almoço delicioso: salmão com vinho tinto. Desses momentos inesquecíveis guardo, com natural saudade, estas fotografias onde se podem ver aquelas que foram as últimas motorhome do Team Lotus. Com efeito, na altura usavam duas, sendo uma patrocinada pela Castrol.

3bb

4bb

Recordo que, no ano seguinte, a equipa abandonou o circo da Fómula 1.

5b

Em Abril, os pilotos aindam eram o Johnny Herbert e o Alessandro Zanardi. Após o violento despiste do Zanardi em Spa, a equipa passou a integrar um português: Pedro Lamy!

Share

6 comentários:

Rui Coelho disse...

Excelente Pedro! É disto que a malta gosta!

Pedro Aroso disse...

Eheheh...

Fernando Aguiar disse...

Caro Pedro,

São estas pequenas histórias que fazem a História de uma Grande Marca.

O Legado de Chapman será eterno enquanto Lotistas como o Pedro o continuarem a passar.

Bem Haja!

Manuel Pinheiro disse...

Gostei de ler e nao me lembrava do Pedro Lamy. Que tal um dia destes um jantar com ele como convidado para falar sobre isso ?

Joao Cunha disse...

Falta aqui a parte sobre a Princesa Diana... Conta lá Pedro! :-)

Pedro Aroso disse...

João,

Não posso contar, porque as pessoas não iriam acreditar (lol).