sábado, 25 de fevereiro de 2012

6º Encontro ADAVC – Clássicos LOTUS


ADAVC (Associação de Desporto Automóvel de Vila do Conde) em parceria com a Câmara Municipal de Vila do Conde, volta a levar a cabo o encontro de Primavera, intitulado 6º Encontro ADAVC – Clássicos no dia 18 de Março. A ADAVC volta a contar com a importante colaboração do fórum Clássicos Mania e da revista Auto Vintage.

Como é habitual nos Encontros ADAVC há sempre um destaque seja, marca, modelo ou tipo de viatura e neste não será diferente. E desta vez, a marca que iremos dar destaque será a Lotus. Para que a marca esteja bem representada iremos fazer contactos com os diversos clubes que a ela estão ligados e tentaremos também o contacto directo com os proprietários.

Haverá também uma pequena exposição de Miniaturas da marca Lotus patente entre os dias 10 e 18 de Março.
Como é habitual, haverá sempre um espaço para “pré-clássicos” ainda que limitado a 20 Automóveis.
E contamos com a adesão de motas e bicicletas antigas.
Quem estará também presente será o Clássicos Mania que por certo desenvolverá alguma acção no âmbito do encontro. Visto ser um dos parceiros na divulgação do encontro será o local onde a lista de participantes e as dúvidas estarão mais actualizadas.
Tal como nos encontros anteriores, o desenrolar do mesmo não sofre alterações, sendo que o inicio será pelas 10.00, entre as 12.30 e as 14.30 será hora de almoço (livre) e às 17.30 será o encerramento do encontro onde os participantes poderão ainda trocar mais umas impressões antes de regressarem a casa.
Para quem ainda não participou no encontro, lembro que é gratuito, não é obrigatório permanecer no encontro do inicio ao fim, podendo assim participar só de manhã ou só de tarde e entrar e sair às horas que mais lhes convier.
Em edições anteriores, destaque para a concentração de 2010 que teve um total de 350 participantes e a edição de 2009 contou com 210 automóveis e 20 motas.



Informações: geral@adavc.pt – 917393465

Contamos com a presença de todos os apaixonados da Marca Lotus! 
Share

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Condução Desportiva VI - A Suavidade

O equilíbrio de um carro em movimento depende principalmente do correcto balanceamento da sua carga suspensa.


O segredo do balanceamento está na suavidade com que as transferências de carga são efectuadas.


Por sua vez, uma condução suave e fluída depende essencialmente da capacidade do condutor em antecipar circunstâncias e eventos que poderão surgir ao longo do seu percurso.


Para reagir eficazmente ao comportamento de um carro, às características e condições do trajecto, aos outros carros e aos seu condutores, é essencial estar consciente de tudo o que está a ocorrer em redor.


Ao nosso lado, utilizando a visão periférica. Atrás, usando os espelhos. E, principalmente à nossa frente. Para isso é importante conseguir ver através dos vidros do carro na nossa dianteira e perceber o que está a ocorrer mais à frente.


Quando tal não é possível, é recomendável aumentar a distância ao carro da frente até que esta permita que se consiga ver por um ou por outro lado daquele. Esta técnica é particularmente eficaz em traçados sinuosos.


Em estradas rurais, daquelas Lotus Tailored, há que estar especialmente atento às bermas. Se repentinamente surgir um obstáculo conseguirei utilizar a berma para o evitar com segurança?


Já em pista a utilização das escapatórias é comum para evitar o contacto com os outros carros.


Os pilotos têm reacções extremamente rápidas mas muito raramente inesperadas pois, sempre que efectuam qualquer manobra, normalmente já a anteciparam ganhando assim tempo precioso para preparar a reacção.


Assim, todos os movimentos efectuados fluem numa transição contínua que, sendo muito rápida, não deixa de ser suave.


Com treino e prática, não é difícil levar um Lotus da aceleração máxima para a travagem a fundo em centésimos de segundo, a dificuldade reside em fazê-lo suavemente.


Na Condução Desportiva a saída de uma recta tem de consistir na entrada suave numa curva assim como a saída de uma curva terá de consistir em entrar suavemente numa recta, tudo isto efectuado no limite da capacidade do condutor e/ou do automóvel.


Durante estas manobras qualquer aceleração repentina, travagem brusca ou viragem violenta perturbará de forma crítica o delicado balanceamento do carro, como apresentado no capítulo anterior (Condução Desportiva V - O Equilíbrio).


Tanto na estrada como na pista, um carro deve ser sempre conduzido como se estivesse sobre carris.


Muito embora possa ser e parecer espectacular colocar um carro em derrapagem, o chassis, as suspensões e os pneus dos Lotus estão concebidos para proporcionar melhores resultados quando se mantêm colados à estrada.


As únicas excepções a esta regra aplicam-se apenas para a condução em superfícies soltas, tais como o gelo, a neve, a areia, gravilha, etc. mas mesmo nestes casos, a viragem do carro com o acelerador tem sempre de ser efectuada com suavidade.

Share

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Lotus LMP2 (World Endurance Championship)

Share