sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Back to... the Past!

Com todas estas novidades e acontecimentos nas Equipas Lotus que agora integram o Campeonato de Formula 1, não resisti a partilhar convosco esta pérola de outros tempos!



Corria o ano da graça de 1968 quando no XXVIII Grand Prix du Bélgique em Spa-Francorchamps, alguém tirou esta espantosa fotografia a Graham Hill, na altura Piloto da Gold Leaf Team Lotus, aos comandos de um Lotus 49B, com o motor Ford Cosworth DVF 3,0 V8 e com pneus Firestone, a pilotar como se não existisse amanhã!
Share

5 comentários:

Albino disse...

Um piloto memorável, um carro excelente, um dos melhores circuitos de todos os tempos e uma época desportiva que nunca mais teve igual.
Restam as fotografias para registar estes momentos.
E que grande grande fotografia.

Pedro Aroso disse...

Inteiramente de acordo. Tive oportunidade de o ver correr no Circuito da Boavista, em 1958, ao volante de um Lotus XVI. Em 1960,
também na Boavista, com um BRM e por último, em Monza (1974), onde conduziu o Embassy Hill Lola.
Em 1972, no mesmo ano em que ganhou as 24 Horas de Le Mans, encontrei-o no Algarve, a jantar ao nosso lado. Fui a correr buscar o jornal Motor, onde aparecia uma fotografia dele, que amavelmente autografou. Infelizmente, perdi o jornal.
Na mesa dele estava um puto chamado Damon, que devia ter na altura 12 anos...

Albino disse...

Grande recordação a do Pedro Aroso!
Ter estado ao lado de Graham Hill e, muito provavelmente, tê-lo cumprimentado em pessoa, é como a história do primeiro beijo - seria motivo para nunca mais lavar a mão.
Peço desculpa pela observação, mas não consegui resistir a fazer a comparação.
Quem é tolo por carros tem destas coisas.

Pedro Aroso disse...

É verdade, mas o Graham Hill era um tipo muito simples e nunca foi um piloto com muitos fãs, apesar de ter ganho o Campeonato do Mundo de F1 em 1962 (BRM) e 1968 (Lotus), as 500 Milhas de Indianápolis em 1966 e as 24 horas de Le Mans, num Matra. Além disso, e se não estou em erro, venceu por 4 vezes no Mónaco, a última das quais ao volante do Lotus 49.

Pedro Aroso disse...

Enganei-me, no Mónaco ganhou 5 vezes: três ao serviço da BRM e duas com o Lotus 49, respectivamente em 1968 e 1969. Esse recorde viria a ser mais tarde igualado pelo Michael Shumacher e batido pelo Ayrton Senna.